Resenha: Girlboss

Não contém spoilers, então, pode ler sem medo!

girlboss

Girlboss foi uma série que assisti em uma única sentada, literalmente. Não consigo entender porque tenha demorado tanto para escrever uma resenha sobre ela.

Produzida pela Netflix, a série conta a trajetória de Sophia Amoruso, fundadora da marca americana Nasty Gal.

O que mais me prendeu na série foi ver muito de mim em Sophia, uma jovem adulta com muita dificuldade de se encontrar e entender o que quer da vida. Na história da série, a personagem vivida por Britt Robertson começa a garimpar brechós na cidade de São Francisco e revender as peças no E-bay. O sucesso foi rápido: Sophia tinha excelente tino para detectar tendências e colocar à venda roupas que se tornaram peças desejo de quem consumia moda na época.

A série porém não foca em roupas – mesmo tendo um figurino incrível (quero tudo). Assistir Girlboss é poder acompanhar o crescimento interno da personagem que se mostra um tanto imatura e cabeça dura em diversos momentos. Apesar disso, Sophia corre atrás do que acredita e se mantem firme na busca de seus objetivos, sem precisar mudar quem ela é.

Os episódios são curtos (máximo 30 min.), dinâmicos e deixam aquele gostinho de quero mais sem enjoar. Em tempo, vale destacar a participação de ninguém menos que RuPaul, que interpreta um vizinho e amigo de Sophia.

Divertida, inspiradora e leve, a série é perfeita para quem busca conteúdo gostosinho para se assistir num sábado a tarde.

Recomendo!

Comments

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s